A Insônia Insana de uma Alma Penada

 Oh, minha insônia insana!  
Existe vida em você.
És habitante de almas penadas.
Da cidade lentificada pelo olhar da madrugada.
Alguns dormem, mas nem todos sonham.
Da janela, reconheço uma alma penada.
Uma jovem, no prédio ao lado, caminhava solitária em seu quarto.
Sempre na mesma direção.
Sem caminho, não havia luz.
Típica escuridão de alma penada.
No bar, o copo já estava vazio sobre a mesa.
A bebida foi o combustível da alma.
Uma alma penada procurava conforto.
Era um velho enfraquecido em sua insanidade.
Sono trazido pela embriaguez, curava a dor de uma consciência inconstante.
Você perdeu!
Ele dormiu.
A mulher, na esquina, não esperava por mais um trabalho.
Era tarde, ela estava sozinha e sonhava acordada.
Alma penada, penava a noite.
Desfazia seu corpo em camas.
Desejava cama, a sua cama.
Você precisava estar lá, pois a mantinha acordada.
Era a garantia o pão de todo dia.
Sob o viaduto, outra alma penada acalentava o filho.
Escuridão fria aquecida no abraço daquele que acolhe.
O acolhido, pequeno penante, sem culpa, sem dor, penava sem motivo para penar.
Ingrata insônia.
Tu és tempo infinito.
Relógio sem ponteiro.
Terra parada.
Infinita ansiedade em uma hora paralisada.
De repente, como num passe de mágica, a aceleração adentra a cena.
Levanta alma penada.
Acorda a cidade.
Os ônibus gritam, ainda no silêncio do amanhecer.
Coletam as almas.
Uma jovem entra.
Um velho entra.
Uma mulher entra.
Mãe e filho entram.
Era o grande encontro, encontro das almas penadas.
Elas não se viam, nem se reconheciam.
E o dia segue seu percurso.
(Quase normal)
A luz devora os minutos do relógio.
Rapidez e agilidade no passar das horas.
As almas estão cansadas.
Penaram à noite.
Mas aí, você retorna, cíclica.
É vida!
Torna-se a dona da noite.
Alimentando-se da luz das enfraquecidas almas penadas.
E elas?
Continuam penando.

Posted In

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s