#Poesiaimersa: Presa

Punhos cerrados 
Força esmagada pelas mão
Não falava, nem gritava
Muda expressão do sentir
Repetidas vezes, presa
Por entre os dedos, eu escapava
E saia (quase) intacta
Presa, ainda que liberta


Posted In

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s